quarta-feira, janeiro 12, 2011

Saiba como escolher o protetor solar

Meninas! Protetor solar é uma coisa muito séria! E O USO DIÁRIO é indispensável, não preciso nem falar neh? Então, olhem só o texto que achei pra vocês (suuuuuper vale a pena a lida...ele é longuinho, mas acreditem: depois dele você vai virar FÃ de protetor solar!):

"Não adianta optar pelo creme ou gel mais rico em hidratantes e em vitaminas e esquecer a característica mais importante de um protetor solar: o FPS, ligado aos raios UVB. Um FPS 30, por exemplo, mostra que a pessoa está 30 vezes mais protegida contra esses raios do que se não usasse nada.


O fator mínimo de proteção contra UVB recomendado pelos médicos é 15. Pessoas ruivas e loiras precisam usar, no mínimo, o 30. A partir do ano que vem, será comum encontrar, em protetores com fator acima de 50, a indicação 50+. "Um fator 60 não oferece proteção muito maior que a 50. O aumento não é proporcional", esclarece Luna Azulay.


E não adianta ter um protetor poderoso e passar pouquinho na pele, para economizar. Nesse caso, um fator 30 pode ter efeito de 15. Também é importante não esquecer uma região sensível e que tem tendência a apresentar câncer de pele com mais facilidade: os lábios --é recomendável usar protetores específicos (em bastão).


Indicados sobretudo para cabelos finos, claros ou tratados quimicamente, os protetores capilares funcionam de forma diferente daqueles para a pele: protegem os fios contra o ressecamento, a lesão da cutícula e outros danos gerados pelo sol.


Quanto aos bronzeadores, em geral não são recomendados pelos médicos. Além de oferecerem FPS quase sempre abaixo de 15, eles incentivam um processo agressivo: o escurecimento da pele. Ao contrário de ser um sinal de saúde, o bronzeamento é uma reação de defesa do organismo à exposição excessiva ao sol.


Já os autobronzeadores são considerados seguros porque agem por um outro processo: deixam a pele pigmentada sem necessidade de luz solar.


Cápsulas e roupas


Um protetor solar oral aguarda a liberação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para entrar no mercado brasileiro. A proposta do Heliocare Cápsulas é proteger a pele contra os raios UVA. "O produto não evita que o sol entre, mas que cause danos à pele", diz João Grillo, gerente regional de vendas da Melora, representante da marca no Brasil.


Os dermatologistas ressaltam: o papel máximo que qualquer produto via oral pode ter no processo de proteção solar é de coadjuvante. "Não há substituto para a boa e velha proteção solar aplicada diretamente na pele", diz Mônica Maluf.


Uma novidade já disponível no país são as roupas com proteção solar. Nesse caso, o tecido é feito com fios especiais que bloqueiam a ação dos raios UV. Duas fabricantes nacionais, a UVline (www.uvline.com.br) e a Sun Cover (www.suncover.com.br), testam a proteção dos produtos com base em um método australiano e garantem que o tecido absorve 98% ou mais dos raios UV."




E então? Todo mundo usando protetor solar neh? Uma dica: temos o SunProtec - o protetor solar da Di Hellen!


2 comentários:

  1. Minha pele é bem clara e vivo no Nordeste, então acordo e já lavo e rosto e aplico protetor solar.Confesso que às vezes demoro para reaplica-ló novamente, mas depois que surgiram algumas manchinhas estou tomando muito mais cuidado. Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  2. oi Donna!
    Isso aí! Tem que se cuidar do sol! Sua pele super agradece!

    Beijo!
    Equipe Di Hellen

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por visitar o blog da Di Hellen! Queremos ouvir o que vocês tem a dizer! Siga-nos também no twitter, facebook e demais mídias sociais!

Um beijo grande da equipe Di Hellen!